Causes of incontinence

Causas da incontinência

Causas da incontinência urinária

A incontinência urinária é uma doença comum que afeta diariamente milhões de adultos em tudo o mundo. É geralmente definida como a perda involuntária de urina e pode aparecer sob diversas formas. A perda de urina pode ser pequena, como algumas gotas ou, em alguns casos, pode ser abundante.

Causas da incontinência 

  • Infeção dos rins ­ – uma infeção dos rins que não seja tratada corretamente poderá causar lesões permanentes nos rins ou as bactérias poderão disseminar na corrente sanguínea e causar uma infeção potencialmente fatal.
  • Prolapso vaginal  – o prolapso vaginal é uma doença feminina comum em que um ou mais órgãos pélvicos descaem e colapsam na vagina.
  • Síndrome do intestino irritável – o SII é um distúrbio funcional e uma doença a longo prazo que causa dor ou desconforto recorrentes no abdómen e altera o funcionamento dos intestinos.
  • Bexiga pequena – quando algumas pessoas referem que têm uma bexiga pequena, o que querem realmente dizer é que têm uma "bexiga hiperativa".
  • Retenção urinária – a retenção urinária pode afetar qualquer pessoa, contudo os homens entre os cinquenta e os sessenta anos são mais suscetíveis, principalmente devido à dilatação da prostate.
  • Infeção do trato urinário – uma infeção do trato urinário pode aparecer em qualquer órgão do sistema urinário, incluindo rins, ureteres, bexiga e uretra.
  • Cancro da bexiga – o cancro da bexiga afeta homens e mulheres e desenvolve-se quando as células da bexiga crescem de forma anormal, provocando a sua multiplicação e divisão descontrolada.
  • Infeção da bexiga – também denominada cistite, ocorre quando uma bactéria E. coli entra no organismo e se desloca até à uretra, infetando a urina e inflamando o revestimento interno da bexiga.
  • Dor na bexiga – também denominada Síndrome da Bexiga Dolorosa (SBD), esta é uma doença comum atribuída a causas como infeção do trato urinário, cálculos renais, doença de Crohn ou mesmo cancro da bexiga.

Algumas pessoas poderão constatar que perdem algumas gotas de urina quando riem, tossem, espirram ou exercem pressão na bexiga, como por exemplo levantando objetos pesados. Algumas podem ainda constatar esta situação quando correm ou fazem exercício físico. Este tipo de incontinência é designado incontinência de esforço. 

Outras pessoas sofrem de incontinência por urgência, em que sentem uma vontade avassaladora de urinar antes de conseguirem chegar à casa de banho. A bexiga induz a pessoa a pensar que esta está cheia, quando na maior pate dos casos não está.

Muitas pessoas sofrem simultaneamente dos sintomas destes dois tipos de incontinência. Esta situação é designada por incontinência mista.

A incontinência por extravasamento implica o "extravasamento" da bexiga por esta não conseguir esvaziar devido a obstrução na própria bexiga ou por pressão do esfíncter da bexiga (normalmente exercida pela próstata nos homens).

Existem outras formas de incontinência, incluindo a incontinência funcional, a incontinência transitória (temporária) e a incontinência total.

O que origina a incontinência urinária?

Existem diversos motivos para incontinência.

As mulheres têm o dobro da probabilidade de sofrer de incontinência urinária em relação aos homens. Isto poderá dever-se a fatores como a gravidez, o parto e a menopausa, uma vez que têm efeitos debilitantes nos músculos do pavimento pélvico da mulher e nos tecidos que os suportam. Infelizmente, após algum tempo, estes tendem a perder tónus e o resultado é a perda involuntária de urina.

Nos homens, a próstata tende a provocar estragos na bexiga, sendo considerada a causa mais comum desta situação. Contudo, tanto homens como mulheres podem tornar-se incontinentes devido à toma de determinados medicamentos, lesões neurológicas, malformações congénitas, AVC, esclerose múltipla e problemas físicos inerentes ao envelhecimento. 

Mas existem muitas outras causas para a incontinência urinária que devem ser tidas em consideração. Muitas estão relacionadas com os órgãos do trato urinário e podem variar, desde infeções da bexiga, rins ou do próprio trato urinário, até problemas mais graves como prolapso, próstata dilatada e mesmo cancro da bexiga.

A Kimberly-Clark não garante nem atesta a integridade ou exatidão das informações. Estas informações devem ser consideradas meras orientações, não substituindo a necessidade de aconselhamento do médico ou outro profissional de saúde.